Johnatha Bastos mostra em Pirabeiraba sua história de superação

0

No sábado, 1 de outubro, a Igreja Evangélica de Confissão Luterana de Pirabeiraba, realizou a  “10 Noite do Dogão”, reunindo um público maior que nas edições anteriores, apesar da chuva prevista que de fato veio. Johnatha Bastos foi a atração musical da noite, acompanhado pelo irmão Erick na bateria e por sua mãe Simone Vitorino Bastos no violão, solo das músicas e em um primeiro relato sobre a surpresa para os pais e também para os médicos no momento do nascimento do Johnatha, porque nas duas ultrassonografias de gestação, os especialistas não detectaram o encurtamento do fêmur direito e os membros superiores incompletos.

Mas Johnatha não parou de surpreender: “Somos de uma cidade pequenininha de um bairro menor ainda, em Barra Mansa – RJ. Mas Deus chamou o Johnatha de lá, para fazer a Sua vontade“, conta Simone Bastos a respeito das conquistas que sua família tem vivido através do talento nato de Johnatha, que aos 3 anos de idade ganhou seu primeiro instrumento, uma bateria. Mais tarde, o teclado e por fim a guitarra, que adaptou para tocar com os pés e por conta de toda sua desenvoltura, tem sido convidado para estar em lugares jamais sonhados por ele, que está sempre acompanhado de sua família.

johnata-bastos-luterana-pirabeiraba-02-wJohnata ganhou uma bateria, mais tarde o teclado e por fim a guitarra, que adaptou para tocar com os pés

O maior orgulho relatado por esta mãe está nas prioridades de Johnatha, que mesmo sendo tão jovem, faz questão de sempre analisar se os convites que recebe irão interferir em seu relacionamento com Deus: “Ele coloca Deus em primeiro lugar e sabe ser grato, porque reconhece que se tem feito e sido quem é, se deve às mão de Deus sobre ele“, afirma. Uma das suas últimas apresentações foi na final das Paralimpíadas 2016.

Fui criado com amor, ensinado por meus pais que sou especial sim, mas não por causa da ausência dos braços, mas por ser filho deles e a bíblia diz que os filhos são bênção. O propósito da minha história e de minha família é de superação e motivação, não pelo nosso talento musical, mas para que todos entendam que desmotivações chegam para todos, mas quem conhece a Jesus, encontra nEle sua maior motivação. Nosso exemplo pode ser útil para sua vida hoje, mas o exemplo de Jesus é para toda a humanidade. O espelho pode querer me levar a pensar que não fui criado com cuidados suficientes, mas a vida de Jesus me faz ver nEle quem eu posso ser e até onde eu posso chegar, para servir a este mundo por meio do Seu exemplo de vida.” – Johnatha Bastos.

Redação e Fotos: Maria Cláudia Bergmann
COMPARTILHAR

Deixe um Comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here